O Portal da Comunidade Jurídica do Brasil

O que preciso saber sobre carreiras policiais no Brasil?

Polícia civil, militar ou federal? As carreiras policiais chamam a atenção e esses concursos públicos são bastante concorridos. Ainda que o salário possa não estar à altura do serviço prestado, a remuneração é maior que a de diversas profissões e há um leque de cargos que podem ser assumidos.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Se você é um concurseiro assumido, está na hora de começar a considerar a polícia como alternativa. Elaboramos esse artigo para explicar tudo o que você deve saber para começar a investir nesse processo e ter uma carreira de sucesso!

Tipos de carreiras policiais

Todo concurseiro precisa, em primeiro lugar, ter um objetivo traçado. Para que você consiga planejar seu próximo cargo, veja as possibilidades que as carreiras policiais reservam aos interessados:

Polícia Civil

A principal função da polícia civil é prevenir, advertir e investigar crimes. Responsável pela segurança pública, seus cargos são subordinados ao Governo do Estado em que atua.

Conheça algumas funções:

Delegado

Quem deseja assumir o cargo de delegado deve ter formação superior em Direito reconhecida pelo MEC, e a carteira da OAB não é necessária. Os salários variam conforme a região e, tomando São Paulo como exemplo, a remuneração pode ultrapassar  10 mil reais.

O delegado é responsável por planejar, coordenar e supervisionar as atividades da polícia e investigar os autores de um crime. Também rege inquéritos, concebe relatórios, fiscaliza a emissão de documentos e realiza outras rotinas administrativas.

Investigador e Escrivão

O salário para investigadores e escrivães do Estado de São Paulo ultrapassa os 4 mil reais e, para assumir um dos cargos, o candidato deve portar o diploma de ensino superior em qualquer curso reconhecido pelo MEC.

O escrivão é responsável por todo a parte burocrática da delegacia, vindo logo abaixo do delegado em uma escala hierárquica. Esse profissional faz o acompanhamento de um inquérito policial, desde a coleta dos primeiros dados até o encerramento do caso.

Já o investigador, como o próprio nome sugere, inspeciona e realiza operações policiais, investigando a autoria de crimes e infrações administrativas. É papel dele encontrar as testemunhas de um determinado caso, investigando seus indícios e as provas até que seja possível determinar o culpado.

Perito Criminal

Para ser Perito Criminal, o indivíduo deve se enquadrar em uma das seguintes formações:

  • Ciências Biológicas, Contábeis ou da Computação;
  • Engenharia;
  • Farmácia e Bioquímica;
  • Física, Química ou Geologia;
  • Fotografia;
  • Odontologia.

O Perito Criminal analisa o local do crime, coletando evidências e, posteriormente, realizando os devidos exames laboratoriais. O principal objetivo deste trabalho é entender como ocorreu o crime em questão e produzir as provas que serão usadas no inquérito. No Paraná, o salário passa dos 9 mil reais.

Polícia Federal

A Polícia Federal surgiu no governo Vargas, na década de 1960 e está diretamente relacionada aos interesses federais. Trata questões relacionadas à União, fronteiras, aduaneiras, contrabandos, atuação de instituições públicas, crimes que envolvam mais de um estado do país, além de tráfico de drogas e crimes contra brasileiros no exterior.

Os salários podem passar dos 20 mil reais, dependendo do cargo exercido. Veja as opções e a formação necessária:

    • Delegado: diploma em Direito, acrescidos de 3 anos de atividade jurídica ou policial comprovada;
    • Agente e Escrivão Federal: nível superior em qualquer curso;
  • Perito Criminal Federal: superior em área específica, vide consulta ao edital;
  • Papiloscopista: diploma de nível superior, sem restrição de curso.

Quem almeja fazer parte da Polícia Federal também precisa passar em uma prova de aptidão física e mental, estar em dia com as obrigações eleitorais e estar isento de processos criminais.

Polícia Rodoviária Federal

A carreira na Polícia Rodoviária Federal pode ser muito atrativa não somente por apresentar um salário inicial que ultrapassa os 9 mil reais, plano de carreira bem estruturado com progressões, além de benefícios como auxílio-transporte e alimentação, gratificações (atividade e operação de risco, desgaste físico), licença prêmio, entre outros.

O policial rodoviário federal realiza uma função administrativa que consiste em fiscalizar as normas de trânsito, garantindo a segurança em vias federais em conjunto com outros órgãos. Os profissionais que atuam nas fronteiras também têm direito a um adicional correspondente a 91 reais por dia de trabalho.

Os requisitos para o cargo são:

  • idade entre 18 e 65 anos;
  • ensino superior completo em curso reconhecido pelo MEC;
  • carteira de habilitação B;
  • aptidão física e mental para exercício da função

Polícia Militar

A Polícia Militar compõe o quadro de instituições responsáveis pela segurança pública no nosso país. Para se candidatar a um cargo, é necessário:

  • Ensino Médio completo;
  • que as obrigações eleitorais e o serviço militar (para o sexo masculino) estejam em dia;
  • ser brasileiro;
  • não ter antecedentes criminais, além de outras especificações firmadas em edital.

A hierarquia obedece a seguinte ordem, do topo ao início da carreira:

  • Coronel;
  • Tenente Coronel;
  • Major;
  • Capitão;
  • Primeiro Tenente;
  • Segundo Tenente;
  • Aspirante-a-oficial;
  • Subtenente;
  • Cabo;
  • Soldado 1ª Classe.
  • Soldado 2ª Classe;
  • Soldado;
  • PM Temporário.

Os salários variam conforme a região e para subir de patente é necessário realizar concursos internos e, claro, levar o tempo de serviço em consideração.

Editais e concursos

Agora que você já sabe quais as carreiras policiais pode seguir e o tipo de formação necessária para assumir cada cargo, está na hora de ficar atento aos editais e concursos de cada órgão.

O primeiro passo é acessar frequentemente o site da entidade desejada, no lugar em que pretende morar. A pesquisa pode ser feita pelo Google, digitando a esfera da polícia acompanhada da sigla do estado. Caso não encontre a aba específica para concursos dentro do portal, deve ser usado o mecanismo de busca que geralmente é indicado pela figura de uma lupa.

Já para concursos federais, é preciso ficar de olho no seguinte endereço: http://www.pf.gov.br/servicos-pf/concursos. Outra alternativa para ficar atualizado no calendário é eleger um site voltado para concursos públicos, como o Jornal do Concurseiro. Todas as informações sobre os processos seletivos em todo o território são postadas com agilidade e o portal fornece dicas para se dar bem nas provas.

Programa de estudos

Como mencionamos no início do texto, os concursos para as carreiras policiais são bastante concorridos. Por isso, é necessário estar bem preparado.

A primeira coisa que um concurseiro precisa saber é que os estudos devem começar antes mesmo da publicação do edital. O ideal é procurar editais antigos e analisar as bancas mais utilizadas para aplicação das provas e, a partir daí, traçar um cronograma disciplinar e preencher simulados.

Quando as datas já estiverem estabelecidas, os estudos devem ser potencializado por meio de um curso preparatório, com aulas e conteúdos elaborados por especialistas que são extremamente necessários na reta final.

A prova de português costuma ser uma etapa extensa e classificatória na maioria dos concursos, e a tecnologia pode ser uma grande aliada nessa questão. Instituições como o Centro Flávia Rita disponibilizam um amplo leque de possibilidades de aulas online, direcionado ao concurso que o candidato deseja, além de pacotes específicos para redação e cursos gratuitos.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as carreiras policiais no Brasil, que tal começar a montar seu cronograma de estudos e dar o pontapé inicial agora mesmo?

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.